17.3.09

O corpo sempre diz a verdade - Confissão I: O Olhar



Ela me deixou assim quando sustentou meu olhar: sem vontade de correr vontade de deitar em seu colo e entregar minha vida rir de lembranças velhas pegar na mão e segurar o tranco da vida. ver 1825 dias ininterruptos o espetáculo do sol iluminar seu caminhar até o banheiro enquanto puxa a calcinha e reclama por acordar cedo. gostar de querer mais 1825 dias começados assim. desejar vencer na vida só para ter de volta o direito legítimo do tempo e ficar com ela.
Sua voz me toca como zilhões de pontas de dedos, tudo em mim torce pelo som daquele sim; riso com lágrima - eu sinto nojinho de lágrima - não das lágrimas dela. um ar novo para uma vida de tédio. uma coisa doce pra se olhar e desejar.
Gritar pra todo mundo que ela disse SIM. Bem ali, num café de Paris.

4 comentários:

  1. Olá. passei por aqui. Will

    ResponderExcluir
  2. Hum... Will...
    Finalmente esse troço funcionou e consegui entrar... aqui, no blog. Se ocorrer mais alguma outra entrada, aviso - o que, cá entre nós, seria bem bom -.
    Quando será o próximo evento - e neste momento, específico, não falo de outras entradas - ?
    Beijos,
    Chris

    ResponderExcluir
  3. nossa... eu simplesmente adorooo esse blog.
    perfeito!!

    ResponderExcluir
  4. Ola. Lendo um pouco a cada dia vou me familiarizando e me acostumando com seu olhar ao mundo, a forma como estrutura seus textos e o que de ti transparece realmente na linguagem dos personagens ou escritos. Muito bacana podermos ler você, parte de você, que não sabemos (ao menos eu não sei), sobre os caminhos que levam ao olhar da alma, e neste olhar sim, nos preparar para permanecer. Te cuida!

    ResponderExcluir

Seguidores

visitas não brocham

Arquivo do blog

DEDOS NÃO BROCHAM

A. SAFRA

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Tá dito no não dito. Contatos: e-mail: dedosnaobrocham @gmail.com twitter: @dedosnaobrocham facebook: Ale Safra

whos.amung.us