7.2.10

caos metroplutânico

Lembra aquele dia na livraria? Você disse que meu olhar estava doce. Mas nem sei qual de nós flagrou com livro em mãos. Acaso quis saber quem olhava para você? Eu sou assim, baby. Já disse. Duas dúzias de mulheres. Um harém em uma. Ainda ouço a música tocada por um anônimo lá na Paulista. Música francesa arrastada, triste como sua paixão. Acho que não há tempo para filosofia. Tempo fechou para piadas prontas televisionadas com humor de cera e clichês homofóbicos. fico muito chateada quando dizem que faço poesia: não sou herege! muitomenosfaçopoesia: só palavrinhadesenhadanadamais. não quero fazer poesia! Não sigo métricas, maestros, mestres, mimesis: não sei poetar. Mas esse olhar doce não era meu. Era ela que vive em mim e assim tenho paz entre livros: foi o que flagrou você naquela tarde ardida. Você que não me sai das entranhas. Eu que te faço letra.

8 comentários:

  1. Pelo dia, pelo horário, havia pouca gente na livraria. De repente era um filme... eram só os dois e eu expectando derretido, pelo calor infernal e pelos, invejados, olhares trocados... Certamente eles se (des)conheciam há algum tempo, pairou uma dúvida quando o olhar sobrenadante de um cruzou o lascivo, olhar do outro, depois dessa rápida troca de confidências voltamos a ser o que sempre fomos. Sai da cena pensando que ingredientes mais haveria além de livros, olhares, poesias e... dedos. Nunca saberia!

    ResponderExcluir
  2. Eu também...
    Foi irresistível!

    ResponderExcluir
  3. Fiquei, desde a primeira linha

    :)

    ResponderExcluir
  4. "Mas esse olhar doce não era meu. Era ela que vive em mim..."
    Lindo!

    ResponderExcluir
  5. camila_lara7@hotmail.com3 de março de 2010 12:06

    Eu assim, sou muitas, que não cabem em uma só.
    Que me confundem a todo instente.
    Que me traem e que me abusam.
    Que me fazem multiplicar as possibilidades e as versões de pessoas com quem convivo.
    Que me fazem querer tudo, querer ser tudo.
    Que fazem de mim um nada, ninguém.

    ResponderExcluir

Seguidores

visitas não brocham

Arquivo do blog

DEDOS NÃO BROCHAM

A. SAFRA

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Tá dito no não dito. Contatos: e-mail: dedosnaobrocham @gmail.com twitter: @dedosnaobrocham facebook: Ale Safra

whos.amung.us