17.9.10

quem manda no meu sono não é o patrão

De preguicinha,
durmo a manhã inteira

o sol estapeia lá fora
sonhos operários sob marteladas e fritas

[sob essas teclas consumo dias vendidos para acúmulo do meu vazio]

aqui, durmo SOBRE um dia útil nessa semanainsANA

não me importo com nada além dessa preguiça gostosa
em que meu corpo fica após no seu resvalar
no meio da noite CHAMA


5 comentários:

  1. Mas esse sono é sagrado né Alessandra?

    Adorei o texto!!!

    UM Bjo no coração!

    ResponderExcluir
  2. Adorei o estilo da escrita e do teu lugar.

    Vou lendo mais...
    Permaneço.

    Beijo
    =)

    ResponderExcluir
  3. Ainda, juntos, escreveremos em escadas, paredes, em portas.
    Dividiremos palavras, criaremos significados.
    E a seus ouvidos, contarei qual será nossa próxima frase.

    ResponderExcluir
  4. Que texto gostoso de se ler... Maravilhosamente vivo. Gracias la vida!

    ResponderExcluir
  5. Sono, farei uso dele agora. Poesia perfeita pra ler antes de dormir.

    ResponderExcluir

Seguidores

visitas não brocham

Arquivo do blog

DEDOS NÃO BROCHAM

A. SAFRA

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Tá dito no não dito. Contatos: e-mail: dedosnaobrocham @gmail.com twitter: @dedosnaobrocham facebook: Ale Safra

whos.amung.us