6.2.11

dissidente



não me arrepia a caída dessa alça da blusa,
essa curta saia e ...


Disponível no livro DEDOS NÃO BROCHAM, ED DRACO


Também nas livrarias


LIVRARIA MARTINS FONTES

LIVRARIA CULTURA


10 comentários:

  1. que legal isso. "pouco importa entreaberta sua boca rosada nessa oferta matreira e sonhos frescos" Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. gamei, amei, segui, estou aqui. Blog maravilhoso. Virei fã. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. obrigada, meninos.

    Nagaiver, valeu os twitters.

    ResponderExcluir
  4. Ale,
    quente esse post. entreaberto tua boca. fui fechando os olhos ao te ver abrinndo a buca.! bj

    ResponderExcluir
  5. "hoje o sol escancara amarguras."

    Uau!

    E gostei do nome do blog: Dedos não brocham.

    Vou favoritar pra ler com mais atenção. Gostei mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Você escreveu e eu vi.
    a poesia é a revoada dos olhares mergulhando na liberdade da palavra presa.

    ResponderExcluir
  7. bom dia Alessandra, vim passear pelos dedos
    abração

    ResponderExcluir
  8. Caramba, essa foi tentadora, não sei se renegaria as coxas e uma boca por um maldito Sol que teima em renascer, fazendo-me lembrar do meu respirar e da continua absurdidade da vida...

    ResponderExcluir

Seguidores

visitas não brocham

Arquivo do blog

DEDOS NÃO BROCHAM

A. SAFRA

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Tá dito no não dito. Contatos: e-mail: dedosnaobrocham @gmail.com twitter: @dedosnaobrocham facebook: Ale Safra

whos.amung.us