10.2.11

olhos de bala


você chama
ocê ama
cê há
de 

                                ...

Disponível no livro DEDOS NÃO BROCHAM, ED DRACO

LIVRARIA MARTINS FONTES

LIVRARIA CULTURA

8 comentários:

  1. Ale,
    boa sacada! Tem um sentimento sonoro... um que que fica no ar! Uns triangulos... rs! Beijão, Otavio

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. existem olhares que nos intimidam, o melhor remédio talvez seja uma aproximação cuidadosa rs

    eles sempre se desmoronam...

    poema bem no estilo de poema conteporaneo, mas nao deixa de ser forte =]


    Bjuuus

    ResponderExcluir
  4. Adorei o minimalismo, o concretismo.
    Bem sutil :)
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. vôo infinito


    ah ! poeta !
    porque brincas
    com um disparo na testa ?

    se nas frinchas
    do silêncio se infiltra
    um vento farpado

    não é por acaso
    que o céu registra
    versos sem prazo

    que ornam o hálito
    de estrelas súbitas
    ao inimigo tácito

    ResponderExcluir

Seguidores

visitas não brocham

Arquivo do blog

DEDOS NÃO BROCHAM

A. SAFRA

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Tá dito no não dito. Contatos: e-mail: dedosnaobrocham @gmail.com twitter: @dedosnaobrocham facebook: Ale Safra

whos.amung.us