10.4.11

horas arcadas em dias treze




treze de janeiro às doze horas nasce Alsina sob a mangueira
anos mais tarde, agosto do dia treze às onze com o açougueiro se laça
maio treze, dez de trabalho de parto, às três pariu Severo Filho
marcada, caiu na vala.



Oficina literária com Marcelino Freire
mote: três dias de merda

4 comentários:

  1. Molt bé ale! depois quero saber de tudo da oficina. beijão, o Canela está fazendo aniversário... Otavio

    ResponderExcluir
  2. lindo poema *--* gostei muito do seu blog esta lindo, meus parabens ;D
    http://dedosnaobrocham.blogspot.com
    entra no meu depois bjoos ;D

    ResponderExcluir
  3. agora sobe em cortejo
    aos céus entretecido
    pelo fogaréu da ínsula alma...

    ResponderExcluir
  4. Não sei se poderia chamar de conto(mIcro), mas gostei e fiquei sem saber o que dizer...

    Acho que a vida me assusta...às vezes...

    ResponderExcluir

Seguidores

visitas não brocham

Arquivo do blog

DEDOS NÃO BROCHAM

A. SAFRA

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Tá dito no não dito. Contatos: e-mail: dedosnaobrocham @gmail.com twitter: @dedosnaobrocham facebook: Ale Safra

whos.amung.us