10.5.11

seria todas as mulheres

- quinze graus nega-
                  tivos. a-
                        fogo
                          ao 
                                                            ...
Disponível no livro DEDOS NÃO BROCHAM, ED DRACO
também nas livrarias


5 comentários:

  1. ai. Que da hora, eu adoro esse seu jeito de escrever vou acompanhando meu olhar por essas palavras e foge da regra. Quebra a barreira. Encarna outras estruturas. Você é deveras poeta!!!

    ResponderExcluir
  2. Lindo! Maravilha de poesia! Muito bom mesmo... parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Ameio blog...estou seguindo...
    Aproveitei para linka-lo ao meu blog...bj

    ResponderExcluir
  4. Tuas palavras tem um leve "suspirar"...só seu.
    Tô adorando isso aqui!

    ResponderExcluir
  5. toda nudez


    as rosas murcham na cerca
    de pétalas secas de folhas secas
    num sol citrino a despertar

    sobre a lagoa nua
    onde rostos se incendeiam
    vejo meu corpo soçobrar

    são as nuvens
    são as horas
    e o silêncio que se extrai

    são os ventos
    são as sombras
    e o crepúsculo que se esvai

    quem nasce e sobrevive
    contando as cicatrizes
    sob um plissado céu de seda

    onde são eternas presas
    nas águas frias se espelham
    violetas de cristais

    há tantos pássaros de pedra
    há tantas ocultas madrugadas
    a transbordar agulhas pelos poros

    certo encerrarei meus olhos
    entre os flancos desta cerca
    onde as rosas não se imaginam

    são os críticos dias
    são os cítricos dias
    e o labirinto em que se cai

    são as tríncias em romaria
    que incitam em seu silêncio tíbio
    toda nudez de um céu vertebral

    ResponderExcluir

Seguidores

visitas não brocham

Arquivo do blog

DEDOS NÃO BROCHAM

A. SAFRA

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Tá dito no não dito. Contatos: e-mail: dedosnaobrocham @gmail.com twitter: @dedosnaobrocham facebook: Ale Safra

whos.amung.us