26.7.11

brisa


feito vento frio quando bate,
nota de música arrepia o
gosto salgado em cor de mel-
ancia: essa querença

quero seu colo ateu e mãos sádicas
saliva ácida e adorável companhia

melhor de nós, meu bem
é nessa conformidade sem pesos,
nesse amor sem cristianismo
não pedirmos pra ficar

amo nossa história, B.



2 comentários:

  1. Estava com saudades dos seus poemas! Eu dei uma sumida, mas agora estou de volta!! Amei esse, simplesmente, amei! parabéns ! Beijos beijos e muito amor pra você!

    ResponderExcluir
  2. É o seguinte, trate de amar com menos veracidade enquanto escreve, senão os mais avisados por aí vão achar que é verdade quando você descreve sua descrença no amor mas é devota de coração pelo o que cospe, com classe, e bem cuspido. Sabe quando uma pessoa bonita arrota e você fica mais interessado ainda nela, pq além de bonita, ela é descolada? Estilo, eu encontro por aqui! Bom é pouco...

    ResponderExcluir

Seguidores

visitas não brocham

Arquivo do blog

DEDOS NÃO BROCHAM

A. SAFRA

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Tá dito no não dito. Contatos: e-mail: dedosnaobrocham @gmail.com twitter: @dedosnaobrocham facebook: Ale Safra

whos.amung.us