17.1.12

e


via blog Melina Coury, Le passager de la pluie ( Francis Lai )


dois lados acenam
desconcertados.
ela se alegra

será? se perguntam.
e cada qual cria sua lenda
e se divertem

no vale a nevoa embaça
o que há lá, além?
eles não sabem.
desconhecem

dar asas aos sapos
e colorir o estômago cinza
acena, brisa alivia

seres desencantados
acenam sentados
lançando verbos
no oceânico digital
azul

? há pontes
- ...

e

se vier
traga sua barba

Um comentário:

  1. O homem
    É uma ponte
    E um devir

    São tantos acenos
    Desconcertados
    Que nos vem de longe

    Da dialética, talvez
    Da história estratificada
    Mas o tempo é movente

    A névoa obstrui
    Os caminhos que tateamos
    Para ir além do homem
    Além daquilo que somos
    Ao âmago
    Do humano demasiado humano

    Então são
    Todos estes desencantos
    Que nos acenam sentados
    Como sapos com asas
    No meio do caminho

    Mas o Espírito
    É também volúpia
    Assim como é o Oceano.

    ResponderExcluir

Seguidores

visitas não brocham

Arquivo do blog

DEDOS NÃO BROCHAM

A. SAFRA

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Tá dito no não dito. Contatos: e-mail: dedosnaobrocham @gmail.com twitter: @dedosnaobrocham facebook: Ale Safra

whos.amung.us