25.6.12

sede


dessalga-me na sua língua 
lua é sol nessa hora justa 
devasse las palavras
 afogue todas as faltas. me tome sem juízo. saliva sua encharca e tudo há .
avesse o verbo e senta na pele barba . toma nos dedos seusloucura minha .

sê-de .
hidrate meu corpo quando transbordar ata-me pelos cabelos e seja .

faz pena tanta miséria

2 comentários:

  1. uma micro narrativa poética toda trabalhada na beleza ;)

    ResponderExcluir
  2. delícia passar os olhos nesses versos e seus relevos.

    ResponderExcluir

Seguidores

visitas não brocham

Arquivo do blog

DEDOS NÃO BROCHAM

A. SAFRA

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Tá dito no não dito. Contatos: e-mail: dedosnaobrocham @gmail.com twitter: @dedosnaobrocham facebook: Ale Safra

whos.amung.us