24.4.14

procura-se um namorado

um namorado. sinto falta. precisa ser dulcíssimo. fofo, saca?!
honrado, bom moço, gentil. trabalhador. ai, adoro quando dizem: "sou trabalhador, homem de bem". e dito com demasiado orgulho me arrepia mais. um namorado acolhedor. com olhos de boi mansinho.
precisa ser para namoro sério.compromisso mesmo. uso aliança se quiser. aceito jantares, cinema, viagens e dormir de conchinha. também ser apresentada para a família (as mães e familiares costumam se encantar por mim). participo de festas de final de ano, festas de casamento, aniversário e almoços de domingo. concordo com apelidinhos do tipo "amor", "vida', "bebê" e varições de um casal apaixonado. ofereço atenção, carinho, diálogo razoável, presentinhos mimosos, promessas de sonhos para um futuro feliz e sexo. muito sexo. sexo bom. sexo completinho. sexo durante a semana. sexo antes do trabalho e sexo antes de dormir. sexo aos final de semana. sexo dentro e fora de casa. realizo quase todas as fantasias sexuais e analiso proposta para casamento em igreja. com festa, bolo e padrinhos. sou apresentável, mas cozinho mal. também não sou fã de serviços domésticos. sendo assim, será um diferencial o homem que lavar, passar e cozinhar. proponentes deverão enviar intenção via e-mail tequeronamorada@beijo.com








de todas as minhas taras, considero essa uma das mais cruéis. sei e nada posso fazer, é um desejo sem arrependimentos. uma vontade tão quente quanto vênus. um desejo estranho feito gente que lambe pregos. sentir falta de um namorado, de me apaixonar por ele e ele por mim, apenas pelo fogo encalacrado em voltar para ele depois do encontro com outros e outras. de fazer ele me beijar onde outros e outras estiveram. sinto falta de trair a doçura. de pisar na meiguice. de ofender de morte a fidelidade. sinto falta dessa perversidade com o bom homem que me olha apaixonado. uma falta danada das mentiras divertidas sobre a ausência, as marcas, os cheiros. sinto falta de sujar a tolice do relacionamento romântico. uma tara danada de ficar de mãos dadas no sofá da casa da sogra de domingo, cruzar as pernas e pressionar buscando o prazer enquanto todos olham uma mulher bem comportada, adequada e inserida. e eu relembrando o inominável.  

Seguidores

visitas não brocham

Arquivo do blog

DEDOS NÃO BROCHAM

A. SAFRA

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Tá dito no não dito. Contatos: e-mail: dedosnaobrocham @gmail.com twitter: @dedosnaobrocham facebook: Ale Safra

whos.amung.us