28.7.17

onde está o tempo?


queria estudar literatura
estudar filosofia
ler mais. ver mais filmes. fazer novos amigos
caminhar pelas paisagens dessa terra
mergulhar nas cachoeiras, rio, mares e sereias
mas aqui estou. mudando de trabalho
férias sem vista. mais produção. mais esforço
sem o bem mais precioso que existe: o tempo
se tenho tempo, não tenho teto. não tenho comida
se tenho as contas em dia, troco para a cerveja, não tenho tempo
para quem denuncio esse roubo do qual sou cúmplice?
queria aprender para escrever melhor. escrever mais. ler mais
desenvolver ideias. terminar romances. naufragar em lençóis
me dedicar as experiências de um amor. talvez um filh@
mais um gato. ou um cachorro. e para isso tenho dinheiro
mas não tenho tempo. não vou terceirizar para a creche, a baba
a escola a tv um eu desdobrado. não posso deixar o cachorro sem passeio, sem brincar
os gatos sem afagos, a praça sem a cia. a praia sem outros passos
sozinho na cama, no almoço, no jantar um corpo sem carinhos
não posso abandonar eu dos 60, 70 anos sem um teto
é um fardo que não sei resolver: o tempo que não tenho
e entre uma produção e outra: balanço nessas redes
ler poesia apenas para não esquecer de mim
ler política para buscar alternativas
ler filosofia já não faço mais. é dolorido não buscar os laços das ideias
e a palavra dolorido falo mais que colorido
e sinto saudades do silêncio
dever ser um sinal
mas ando sem tempo para entender
e grave falo mais que. - acabou meu tempo
talvez eu termine esse texto um dia

de tempo com silêncio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

visitas não brocham

Arquivo do blog

DEDOS NÃO BROCHAM

A. SAFRA

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Tá dito no não dito. Contatos: e-mail: dedosnaobrocham @gmail.com twitter: @dedosnaobrocham facebook: Ale Safra

whos.amung.us